Um pouquinho da minha estória

Mais de quatro anos no Canadá. Tudo passou tão depressa que ainda lembro do dia em que eu cheguei aqui…
Tudo começou no final de 2002, quando numa reunião de família, surgiu o tema de intercâmbio no exterior. Na minha família, é até normal: minhas tias fizeram intercâmbio, meus padrinhos, meus primos, a namorada do meu primo…
No começo, estávamos pensando em Utah, no Estados Unidos, pois a irmã do meu padrinho mora lá.
A namorado do meu primo tinha acabado de voltar de uma temporada de um ano lá e adorado. Minha prima ficou 1 ano na Alemanha fazendo high-school e amou e meu primo está indo agora em agosto.
E eu, terminando faculdade, contrato de estágio no SESC no fim e sem perspectivas de efetivação e um namorado há 3 anos. Se por um lado a idéia de passar um ano fora, em outro país era fantástica e apaixonante, por outro era apavorante, pelo mesmo motivo. Afinal, não teria mamãe nem a língua portuguesa para me ajudarem. Só eu e eu.
Só que aí, comecei a pesquisar mais e vi que não era bem EUA que eu queria. Todos os problemas políticos, a Guerra no Iraque e outras coisas me fizeram começar a pensar no Canadá. Meu irmão, o Luiz Eduardo, já tinha passado mais de 1 ano em Toronto e adorado. Quando contei a ele sobre meus planos, ele me deu a maior força e me ajudou em tudo que podia quanto a informações e dicas.
Só que eu não sabia se era Vancouver ou Toronto. Toronto ou Vancouver… Ou seja, comecei do zero, bem zerado. No final de 2002, ainda não havia Orkut e blogs eram uma raridade.
Pesquisando no São Google, descobri o site do CEC, que é ligado ao Governo Canadense. O Centro de Educação Canadense é um órgão de divulgação das escolas do Canadá. O serviço de aconselhamento é gratuito e você tem muita informação com eles. Fui lá com a Marina, minha amiga, que também estava querendo vir pra cá. Após ver uma série de vídeos e fotos das duas cidades, escolhi Vancouver: era menor que Toronto, mais área verde, praias, montanhas. NATUREZA.
Claro que a Marina também fez a mesma escolha, né? 🙂
Escolhida a cidade, faltava decidir o curso, quanto tempo eu iria ficar e em qual escola.
Fui na Central de Intercâmbio, na STB e entrei em contato com cerca de 10 agências até encontrar a Canadá-Brasil (agora Go Tour). Após conversar com a Liliane, decidi pela escola The Canadian College of English Language. O preço estava mais acessível e o fato de não ter muitos brasileiros também me estimulou. Não me entendam mal, mas pelo todo o dinheiro que estava sendo gasto (e o dólar, na época, estava quase R$4, lembram?) e pelo pouco tempo disponível (5 meses), ficar andando só com brasileiros não era a coisa que eu mais queria. Para isso, podia continuar no Brasil e economizar dinheiro, certo?
Pois bem, tudo decidido, vendi meu carro, colocamos o dinheiro numa aplicação e começamos a papelada do visto. Uma vez com a carta da escola, fui até o Consulado fazer o pedido. Estava tão nervosa que até preenchi o formulário errado (pus o nome do meu irmão errado!), mas após algumas horas de angústia, peguei meu passaporte com o visto de estudante colado lá. Sim, naquela época, o visto saía no mesmo dia! Bons tempos aqueles, rs rs rs!

Agora era preparar as malas, trocar Reais por Dólares Canadenses e… ir!
Dia 21 de Fevereiro. Malas prontas, eu tentando ficar tranqüila, minha mãe mais nervosa do que grávida em trabalho de parto e meu (ex-)namorado… Atrasado! Sim, atrasado! Era para ele ter chego em casa lá pelas 15h e já eram quase 17h e nada dele. Todas as malas no carro, minha mãe já na rua, na porta do prédio, quando ele chega, com a maior cara lavada do mundo… Eu mereço…
Claro que pegamos aquele trânsito maluco da Marginal em plena hora do rush, minha mãe quase tendo um ataque cardíaco e eu lá, numa ansiedade que só vendo.
Chegamos no aeroporto e o Cláudio e a Liliane, da Canadá-Brasil, estavam lá, para despedida e últimas dicas… comi meu último pão-de-queijo (ai, que saudades!!) e entrei na sala de embarque, pensando:
“Hoje é o primeiro dia do resto da minha vida”
Quando conseguimos decolar, já estávamos 3 horas atrasados… e em Toronto, embaixo de um frio de -16oC (em São Paulo estava 40oC), perdi as DUAS conexões para Vancouver, tendo de esperar por mais de 5 horas dentro do aeroporto, sem falar inglês, carregando minha mala de mão e morrendo de fome.
Bela maneira de começar, né?
Bom, tinham algumas meninas que estavam no mesmo barco que eu, sendo que uma delas ainda teria que viajar mais 5 horas de ônibus quando chegasse em Vancouver, para ir para Kelowna, imagina só.
Quando chegamos lá, uma das meninas que tinha solicitado airport reception estava esperando a pessoa que iria buscá-la e perguntou se eu podia ficar com ela até que ele chegasse. Quando o cara chegou, ofereceu carona para mim e para a outra menina que ia pra Kelowna (até a rodoviária, óbvio)…
Cheguei na minha homestay quase 7 horas depois do previsto! A minha hostmother veio, me abraçou e disse: “Welcome, call you mom because she is getting crazy!!”…
Ligo e minha mãe só chorando. Até explicar pra ela tudo o que aconteceu, imagina quanto tempo levou….
No dia 24 de fevereiro comecei as aulas no Canadian College (CCEL). O meu curso era intensivo (de segunda a sexta, das 9h às 16h) e ia até o dia 12 de julho.
Lá conheci tanta gente maravilhosa, a Seden, o Luiz, o Zafer, o Ahmet, a Carla e o Alex, a Alina, o Antoine, o Gregory, o Ahmed, o Kazu, o Mario e o Neil S. – ambos professores -, a Mehtap, o Selçuk, o Neçmi, o Mehran, a Basak, a Laura, a Martine, entre tantos outros… foram momentos especiais e únicos na minha vida. Pessoas do mundo inteiro, convivendo em hamonia, se divertindo, conversando, trocando confidências… amizades que o tempo tem mostrado serem verdadeiras e duradouras…
A Marina também chegou, um mês depois de mim e foi estudar na PLI. Nesta época, eu já havia mudado da homestay e estava dividindo um apartamento com o Antoine (francês) e a Há (vietnamita). Não conhecia nada da cidade e mesmo assim resolvi arriscar… foi a melhor coisa que eu fiz. Guardo tantas memórias gostosas do nosso apartamento em Metrotown…
Conheci o Luiz, na escola. Minha companhia de balada e diversão. Éramos nós três sempre, eu, ele e a Marina… Lembro que ele ensinou TODOS os alunos da escola a dizer fdp. Até hoje, alguns mexicanos me cumprimentam com “hey, fdp, how are you?”!!!

Então começou a época da despedida… a Marina, o Luiz, a Seden, o Gregory (meu companheiro de churrascos de verão!!!)…
Nesse meio-tempo, mudei novamente, após o Antoine ter saído para viajar por dois meses, e fui para outro apartamento no mesmo prédio.
Em novembro, conheci meu namorado, o Kam, que sempre me ajudou em tudo aqui.
À essa altura, no apartamento, éramos eu, a Gisele e o Alex. A Clarissa havia ido embora em fevereiro e a Ana, em janeiro.
Após alguns meses com os meus roommates, a Gisele foi morar com o namorado e o Alex voltou pra Romênia para visitar a família e então, o Kam e eu resolvemos morarmos juntos, mas não por muito tempo até eu resolver voltar a ter meu cantinho.

Depois de um tempo acabei indo morar com o Kam de novo, e desta vez, de vez! Em 2005, precisei voltar para o Brasil para dar entrada no meu visto de imigrante e lá fiquei, quase 10 meses, longe do Kam, esperando em banho-maria. Mas deu certo e em abril de 2006, fiz meu landing e hoje trabalho no que eu gosto, na Vancouver English Centre.

Desde então, já são mais de 4 anos de luta, amigos maravilhosos e outros com os quais eu me decepcionei muito. Muito aprendizado, crescimento, independência. Por tudo que Vancouver me proporciona e sempre me proporcionou, sou apaixonada pela cidade. Vancouver é um lugar onde eu posso andar na rua sem medo de ser assaltada, posso ficar sozinha à noite sem ter de ficar olhando pra trás o tempo todo. Um lugar onde aprendi que ser cidadão é muito mais do que votar e pagar impostos. É poder ter segurança e dignidade, sem precisar achar que isto é luxo.
Aqui consigo ir ao médico de graça, sem fila ou burocracia. Tenho conta no banco, tenho ônibus que funciona e é confortável, tenho um cantinho no qual eu me aconchego… tenho minha paz de espírito, que tanto procurei no Brasil… e sim, SOU FELIZ! 🙂

Advertisements

11 thoughts on “Um pouquinho da minha estória

  1. Oi Fê!

    Tudo bem?
    Gostei da cara do novo blog, mas também gostei de ver que o antigo ainda está no ar. É o que mais tenho mandado pessoas dar uma olhada!

    Gostei também do seu texto.

    Sua história está muito bem escrita, e fiquei emocionado quando você fechou com o “Sou Feliz!!”.

    Isso me deixou feliz também!!!

    Beijão do irmão que te ama,

    Luiz Eduardo

  2. Querida

    São só 4 anos???? Para mim parece uma eternidade… Mas fique sabendo que apesar da saudade, tenho muito orgulho da minha menina vencedora. Vc conquistou seu espaço, seu mundo… Vc foi e venceu… coisa pra gente grande!!!!!

    Adorei o novo blog… e chega logo…bjs

  3. Agora tudo fica mais facil com RSS! Bem-vinda a modernidade 🙂

    Beijo e obrigado. Agora te leio nem que vc nao queira viu? :p

  4. Oi Fê,

    Adorei seu espacinho! Já tinha lido seu outro blog quase que inteiro, li todo seu trajeto desde que chegou, sua espera de 10 meses, li tudo. E que bom que deu tudo certo, não?

    Daqui uma semana estou aí e gostaria de deixar registrado que sem sua ajuda nada disso teria acontecido, não teria me sentido segura para decidir nada. Teria pago por uma agência e estaria algumas centenas de dólares mais pobre… rsrsrs
    Você tem um papel importante nessa viagem, viu?

    E agora eu tô aqui, com medo de não querer voltar mais pro Brasil. rsrsrs
    Acho que quando eu estiver aí, vou mandar passagem pro marido e para os gatos só de ida. hahahahaha

    Beijinhos, Déia Botto

  5. oi Fernanda

    estou começando meus estudos e preparação para chegar ao canada, estou adorando sua historia de lutas e vitórias, assim como vc, estou me preparando a cada dia para poder contar uma história tão linda como a sua…

    bjusss

  6. Fer

    Que bom que vc voltou.. Já te disse que li seu blog de cabo a rabo em 2004 quando vim pra cá pela primeira vez né? Eu sempre passava por lá e o msm logo.. que bom q vc tá de volta..

    Ah.. terminei meu curso e agora em agosto faço o provincial exam.. Depois te falo como foi..
    Beijão

  7. Foi bom ler tudo isso e relembrar dos meus 30 dias em janeiro desse ano, do frio que passei embaixo de chuva e sob a neve, do calor que passei com mil blusas ao entrar nas galerias, da vida passando como um filme nas longas viagens de skytrain ou bus… que saudades, muitas saudades!!!!! adorei o novo blog.

  8. Fê!!!!!!!!!
    Que blog mais lindo! Você é realmente um expert nisso!
    Estou vendo em cada linha escrita o quanto você está e é feliz. E você merece cada tantinho dessa felicidade! Você é uma lutadora, saiu no mundo praticamente às escuras e hoje é uma vencedora!! Parabéns querida!
    E para completar ainda mais essa felicidade dentro em breve estará realizando o que seu coração tanto almeja…. casar-se com a pessoa escolhida e amada!!
    Estamos todos com saudades de você, mas como disse a sua mãe… você foi e venceu…. coisa prá gente grande!!
    Beijos,
    Tia Marina

  9. Oi Fê, tava sumida, mesmo, hein??? Muito legal seu novo blog, já tinha lido tudo do outro blog e acessava todo mês pra ver se vc tinha voltado a postar…
    Gostaria de parabenizar você pela coragem, determinação e força. Obrigada por compartilhar suas histórias conosco.
    Beijão
    Celinha

  10. Oi!
    Leio seu blog quando sinto uma saudade doída de Vancouver… é como estar lá!
    Muita felicidade e sucesso para vc!

  11. Oi Fernanda! Estamos indo para Vancouver em abril deste ano, onde estudaremos inglês na YWCA. Nossa intenção é conhecer a cidade e obter o maior número de informações possíveis para, futuramente, implementar o processo de imigração. Gostaria de fazer algumas perguntas a vc, em razão da sua experiência (prometo não te alugar). Se possível, meu e-mail é rosanyfagundes@hotmail.com
    Desde já, agradeço a ajuda!
    Beijos,
    Rosany.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s