Mamãe canguru (ou “reaprendendo a andar pela cidade”)

Já que ainda não tenho carteira de motorista, tenho que depender de ônibus pras minhas bateções de perna com a Valentina. Alguns lembram do rolo que foi logo na primeira vez, né?

Bom, depois disso resolvi que não vou mais pegar aquela linha se o ônibus for do modelo antigo, com degraus. Tem certas coisas que não dá pra estressar. Nisso eu tenho duas opções: pegar outra linha que me deixa no skytrain ou carregar a baixinha no canguru.

Semana passada experimentei a façanha. Fui até downtown visitar uma amiga e carregando a Valentina a tiracolo, literalmente. Apesar do cansaço depois, até que é gostoso ir com ela agarradinha. 🙂

Agora, uma coisa que eu notei: o quanto um bebê faz com as pessoas sejam mais educadas. Quando estava grávida, muito raramente alguém me dava lugar. Com o carrinho, então, o povo até faz careta porque tem que levantar dos bancos especiais. Agora, com o canguru, todo mundo queria me dar lugar. Ônibus lotado (quem conhece a linha #22 MacDonald sabe do que estou falando) e várias pessoas (até uma velhinha!) levantaram-se pra me dar lugar.

Pra compensar, hoje que eu queria ter ido de canguru, não deu, pois ia me encontrar com o Kam no final do dia pra voltarmos de carro. Mas eu juro que nunca desejei tanto não usar o carrinho…. pra começar o elevador estava travado pois tinha gente se mudando. Lá vou eu deixar o carrinho em casa, descer as escadas, procurar a mulher, subir de novo, pegar o carrinho pra perder o ônibus por 1 minuto. Passa o segundo ônibus: é dos antigos, raios. Espera mais um. Finalmente. Consegui chegar no skytrain. Quase chegando em downtown, entra um pai com duas crianças, sendo que o mais novo estava dentro do carrinho IMENSO (sabe aqueles de 3 rodinhas? Imagina a versão monster daquilo) que só fazia atravancar tudo. Chego na Granville Station e onde raios é o elevador? Lááááá do outro lado e vou ter que dar a volta no quarteirão depois. Ai.

Tô no shopping, já visitei as lojas que eu queria mas aí resolvi dar uma passada na loja da Apple. Coisa simples, só que fica no 2o. andar. Cadê elevador? Taca procurar elevador que, claro, tava lááááááááá do outro lado também….

Amanhã quero ir na Toys’r’Us e vou de canguru, tá decidido. Não tô afim de me estressar procurando ônibus decente, nem nada…

Advertisements

7 thoughts on “Mamãe canguru (ou “reaprendendo a andar pela cidade”)

  1. O canguru é bom mesmo,.Uma amiga que também tem falou que ela não pode sentar com o canguru, pois tem ago a ver com a circulação do baby. Deve ter algo no manual a respeito. bjs,

  2. Aqui em casa até hoje usamos o canguru, (e o sling, e o carrinho).
    Te acompanho lá no twitter, e tua filhota é linda. Parabéns!!

  3. Canguru é um máximo msm.. e bem mais fácil fazer o jantar com a nene pertinho, do que correndo de um lado para o outro. Aproveita pq passa rápido rápido 🙂

  4. Eu ainda tô tentando me acostumar… cada vez que eu saio com o carrinho e tenho que procurar por elevador, me pergunto porque não usei o canguru….

  5. Hum, não sei Monique, pois quando eu sento, ela não fica “dobrada” nem nada… acho que depende de como sentamos….no manual não diz nada, hum…

  6. Uma revista de Toronto chamou esses carrinhos enormes de bebê de SUVs. Eu tenho um canguru, mas é pra carregar o Willy, só que como o bichinho tá gordo (4,5kg) minhas costas não aguentam muito tempo.
    Bjs

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s