A barriga

Valentina anda super interessada em assuntos do corpo. Provalvemente, porque aprendeu sobre mamíferos e agora está aprendendo sobre o corpo humano. Ela sabe que estava na minha barriga e que a barriga era grande. Sabe que os mamíferos tomam leite do peito da mãe e que humanos, cachorros, gatos e cavalos são mamíferos.

Outro dia, estávamos deitadas na cama, lendo um livro. Ela começa a cutucar minha barriga e solta:
– Mami, I love sua barriga!
– Por quê, Valentina?
– Because I was inside there! (porque eu estava lá dentro!)

Ainda bem que não perguntou como entrou lá nem como saiu, ufa!

Advertisements

Matemática aos quatro anos

Valentina, amanhã nós vamos num lugar diferente! Vamos conhecer sua escola nova!
-Por quê? É minha kindergarten?
-Sim! Porque a mamãe tem que levar uns papéis lá e você vai comigo pra gente conhecer.
-Eu tenho TRÊS escolas!
-Três? Por quê três?
-Miss Emma escola (o daycare), minha kindergarten e minha art class! Três escolas!

E adianta explicar mais agora que ela não vai ter mais a Miss Emma?

No Brasil

Felicidade de mãe é ver sua filha -que tem pânico de molhar a cabeça e gruda em você numa piscina- finalmente se soltar e se permitir relaxar e descobrir como é bom estar na piscina (com bóia) sem se segurar em ninguém. As risadas de felicidade dela e o orgulho (chamando todo mundo pra ver) vão ficar pra sempre.

Você está gostando tanto, querida. Seu português melhorou um monte, você acorda com um sorriso lindo no rosto, está conhecendo sua família, perguntando pelos tios e primos, se empanturrando de arroz com feijão, morrendo de calor, percebendo as diferenças do português pro inglês…. Acho que essa viagem vai ficar na sua memória pra sempre, né?

4 anos

Hoje você não é mais minha pequena de 3 anos. Você já tem QUATRO anos! Sim, tudo isso! Eu sei que você está um pouco decepcionada, afinal, você queria mesmo era ter cinco e ir pro “kindergarten” igual à sua amiga Sophia. Mas calma, aproveita enquanto você vai pra escola brincar, dormir, ouvir música, correr. É a melhor fase, sabia?
Você já sabe muita coisa. Se troca sozinha, tenta escova os dentes, escolhe suas roupas (estamos melhorando nas combinações), ajuda a pôr a mesa, levar a louça pra cozinha, sabe o nome de todas as Princesas Disney.
Na escola, adora quando é escolhida para ser a ajudante do dia: vem correndo me contar: “Mamãe, I was the SPECIAL helper today!”. Aliás, você está amando a escola. De manhã, dá tchau correndo e à tarde, sempre pede mais “5 minutos” para brincar. Semana que vem vai fazer 1 ano que você comecou lá e fico surpresa o quanto você se desenvolveu. Está tão independente… vai ao banheiro sozinha, termina de comer e guarda suas coisas na lancheira, faz seus desenhos, vive brincando com os meninos (e briga quando eles dizem que bombeiro e batman é coisa de menino, porque não é, não!). Não, você não tem lição de casa, não aprende a escreve letrinhas nem números. Em compensação, deve saber mais de veados do que eu. Conhece os animais que são mamíferos e tem uma tartaruga na sala para cuidar. Já aprendeu tudo sobre bombeiros, policiais e paramédicos, que foi o seu interesse há uns meses. Mês passado vocês viram um veado no parque num dos seus passeios matinais e desde então, estão aprendendo tudo sobre eles.
Você está cada dia mais carinhosa. Adora um abraço – quando quer, claro – e ainda pede colo. Está cada dia mais difícil, claro, com seus 20kgs. Mas num momento de chamego, por que não, né? Está super ansiosa para a sua viagem ao Brasil. Vive falando na vovó, nos cookies e no sorvete na casa da vovó. Está aprendendo o nome dos seus primos, tios, todo mundo. E eu mal posso esperar para te ver lá. Entende tudo em português e o português está saindo cada vez mais. Essa viagem vai ser excelente para você ouvir todo mundo falando na língua da mamãe.
Aliás, falando em língua, você já sabe direitinho as diferenças. “Mamãe says obrigada and Baba says thank you”. Quando estamos lendo um livro, pede que eu leia em português. Suas músicas favoritas são “Ursinho Pimpão” e, pasme, “Batendo na Porta do Céu”, do Zé Ramalho. Outro dia, ouviu uma professora conversar em farsi e disse, espantada, que era igual ao Baba.
Adora brincar de faz-de-conta. Principalmente de escola ou então, de princesa. E você quer ser s professora ou a rainha-mãe. Sempre no comando!
Agora está numa fase artística. Adora uma canetinha, um lápis, uma tinta guache. Está fazendo aulas de arte numa escola aqui perto, todo domingo. Foi a primeira aula sua sem mamãe ou papai e você ama. Sai de lá com tinta de cima a baixo, feliz da vida. Gostou tanto da experiência que já renovei sua matrícula lá.
Você está naquela fase deliciosa das pérolas. Pena que nem sempre dá para anotar o que você fala, mas sempre que eu lembro anoto aqui. As suas misturas do inglês resultam em coisas do tipo “vovó is linguing for us”, como você me avisou outro dia.
Ah, minha menina linda. Você está crescendo tão rápido! Queria poder te congelar no tempo para te curtir mais. Feliz aniversário, minha querida. A mamãe e o papai te amam muito, muito.

20121216-000603.jpg

Coisas de Valentina 2

Ontem ela teve a visita de um professor diferente na escola. Ele foi falar sobre ursos. Como você mora no meio do mato, volta e meia escuta de um urso que achou uma lixeira aberta e fez a festa no quintal de alguém. Por isso, importantíssimo saber, desde criança, sobre segurança “ursal” (como é que se traduz “bear safety”?). Dentre as coisas mais importantes estão 1) lacrar seu lixo antes de deixar na porta por caminhão pegar e 2) nunca correr quando topar com um urso.

Então, eles tiveram a aula com o instrutor especialista em vida selvagem. À tarde, na hora de buscar, a primeira pergunta que você faz:

-Valentina, o que você faz quando vê um urso?

-You run as fast as you can! (você corre o mais rápido que puder!)

-Tem certeza? Não é pra ficar quietinho?

-Não! You call papai and run! (você chama seu pai e corre!)

 

Hum… acho que alguém trocou as bolas. Devo reclamar na escola? :grin:

O desfralde

Primeiro, foi por volta dos dois anos. Comprei um peniquinho, que ela adorava ficar pondo na cabeça. Mas na hora do vamos ver era um tal de tacar o penico pro outro lado do banheiro, dizendo que não queria. Resolvi deixar de lado e esperar o verão, quando ela teria 2 anos e meio.

Chegou o verão e, em agosto, começamos a tentar de novo, com as fraldas pull-ups da Dora e das Princesas Disney. Pra ajudar, comprei outro penico, o das Princesas, todo rosa.

Depois de ler “The No-Cry Potty Training Solution“, da Elizabeth Pantley, vi que ela estava me dando todos os sinais. Comprei alguns livros pra ela também:

O primeiro foi o “Lilly’s Potty“, sobre uma menininha que foge pela casa porque não quer ir ao banheiro, mas que no fim, vai e fica super feliz.

Depois, comprei um outro com fotos de menininhas e penicos/redutores reais. Ela adorou porque tem um monte de  “big girls” dizendo que não usam mais a fralda.

Fomos devargazinho… deixava ela com a pull-ups e alternava com a calcinha, em casa, aumentando o tempo com calcinha. Foi quando notei que ela quase nunca molhava a fralda à noite. Foi o sinal de que ela estava pronta!

De uma semana pra cá, acho que deu um “click” nela e simplesmente aposentamos qualquer fralda ou pull-up, nem pra dormir. E ela fica tão orgulhosa! :razz: :razz:

Agora, estamos saindo de casa sem fralda também. Já fomos no supermercado, sem acidentes! E realmente, quando a criança tá pronta, o desfralde é rápido, simples e não, não é sofrido.

É, minha menininha tá crescendo…..